Estado e município não tem prazo para concluir casas da Cidade de Deus

Convênio de R$ 7 milhões está pendente
| 27/04/2017
- 19:05
Estado e município não tem prazo para concluir casas da Cidade de Deus

Convênio de R$ 7 milhões está pendente

Governo do Estado e Prefeitura de Campo Grande ainda não tem prazo para assinatura de convênio de R$ 7 milhões, destinados a conclusão de imóveis residenciais destinados a famílias realocadas da

Durante entrega do Residencial Canguru, nesta quinta-feira (27), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) indicou que o processo pode ser concluído “nos próximos dias”.

Parcela prevista do Estado, de R$ 3 milhões, teria sido ampliada para R$ 4,912 milhões. Em relação ao município esta se mantêm em R$ 3 milhões.

Mudança no repasse, conforme o diretor-presidente da Agência Municipal de Habitação () Eneas José de Carvalho, pode ser resultado de negociação para que os imóveis sejam entregues com acabamento de piso e forro, além de rebocados como antes pretendido.

Para o prefeito Marquinhos Trad (PSD), somente com a parceria do governo estadual o projeto pode sair do papel e conceder dignidade as 327 famílias removidas da favela Cidade de Deus. Isso depois de realocação, em março de 2016, redistribui-los por quatro bairros da Capital.

 

Veja também

Custos com a tonelada saltaram de R$ 1.800 para R$ 5.400 em apenas quatro meses, onerando a vida dos produtores rurais

Últimas notícias