Após 44 dias em estado grave, funcionário de gráfica deixa o CTI da Santa Casa

Ele foi transferido para a ala de queimados
| 14/05/2016
- 02:17
Após 44 dias em estado grave, funcionário de gráfica deixa o CTI da Santa Casa

Ele foi transferido para a ala de queimados

Após passar 44 dias no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande em estado grave, o funcionário de uma gráfica Robson Arguello de Macedo, de 25 anos, foi transferido nesta quinta-feira (12) para a ala de queimados do hospital. Robson sofreu choque elétrico no dia 30 de março e ainda caiu da escada de aproximadamente 4 metros.

De acordo com a assessoria de comunicação do hospital o quadro clínico de Robson melhorou e por isso não ouve mais a necessidade de sua permanência no CTI. Com um trauma na face, fraturas e queimaduras de 2º e 3º grau pelo corpo, ele agora se encontra na ala de queimados na Santa Casa que é referência em atendimentos deste tipo.

Acidente

Robson subiu em uma escada de metal para trocar a lâmpada de uma placa de propagandas, que acabou encostando na rede de alta tensão. Ele sofreu o choque e foi arremessado ao solo, quando quebrou os dentes por conta do impacto. Robson sofreu várias queimaduras pelo corpo, além das fraturas.

Duas viaturas dos bombeiros estiveram no local e uma equipe da Energisa foi acionada para fazer o reparo em um cabo de energia que quase se rompeu. Conforme testemunhas, um adolescente de 14 anos ajudava o homem na hora do acidente, sofreu um choque leve, mas não precisou de atendimento médico.

Veja também

O dólar teria registrado alta significativa nos negócios desta sexta-feira, 19, não fossem os ingressos...

Últimas notícias