Prefeitura decreta estado de alerta contra o Aedes aegypti

Só de dengue já são mais de quatro mil casos
| 22/12/2015
- 21:05
Prefeitura decreta estado de alerta contra o Aedes aegypti
Só de dengue já são mais de quatro mil casos

Com epidemia de dengue, a Prefeitura de Campo Grande decretou nesta terça-feira (22) estado de alerta contra o mosquito , transmissor de dengue, chikungunya e vírus.

Já são 10.403 casos de dengue, 4.013 confirmados, sendo cinco graves e três mortes. De Chikungunya, foram notificadas 119 suspeitas e dois confirmados. Do zika vírus foram 290 casos suspeitos e duas gestantes vão ficar em observação no Cedip (Centro de Doenças Infecto-parasitárias). Uma grávida é de Campo Grande e outra, de Anhanduí.

O prefeito Alcides Bernal (PP) estabeleceu ainda a criação do gabinete sobre a prevenção e controle da transmissão na Capital. O decreto será publicado na edição extra de hoje do Diogrande (Diário Oficial do Município de Campo Grande).

Segundo o decreto, os munícipes e aos responsáveis pelos estabelecimentos edificados ou não, publico, privado ou mistos, compete a adoção de todas as medidas necessárias à manutenção de suas propriedades limpas, sem acúmulo de lixo e de materiais inservíveis, de modo a evitar o surgimento de condições que propiciem a instalação , manutenção e a proliferação do mosquito causador das três doenças.

O gabinete de prevenção, denominado Gabinete Interinstitucional de Saúde, será composto por representantes da Secretaria municipal de Saúde, Secretaria municipal de Segurança Pública, Secretaria de Infraestrutura, Transporte, Habitação, Secretaria Municipal de Administração e Secretaria municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano.

A “Sala de Situação” do Gabinete Interinstitucional de Saúde ficará localizada na Rua João Rosa Pires, 1001,1° andar , no bairro Amambaí, onde será centralizado as reuniões tomadas de decisões e realizará o monitoramento em geral, enquanto o município estiver em alerta.

De acordo com o decreto, a população poderá fazer contato com a prefeitura para fazer denúncias de foco de criadores do mosquito por meio do telefone 3314-9955 ou via email [email protected] As secretarias envolvidas deverão dar prioridade absoluta ao trabalho de fiscalização, prevenção e combate ao mosquito.

Veja também

A PMA (Polícia Militar Ambiental) e Bombeiros de Bonito resgatam anta de 250 kg ferida...

Últimas notícias