Impasse sobre contrato segue e dívida com a Santa Casa é de R$ 12,6 milhões

Contrato acaba em 7 de junho e negociações não avançam
| 27/05/2015
- 18:58
Impasse sobre contrato segue e dívida com a Santa Casa é de R$ 12,6 milhões

Contrato acaba em 7 de junho e negociações não avançam

O presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Teslenco, disse na manhã desta quarta-feira (27), que o impasse sobre o contrato do município com a Santa Casa da Misericórdia continua e que a dívida da Prefeitura ultrapassa os R$ 12 milhões.

Segundo Teslenco, ao todo, o município teria deixado de repassar R$ 12,673 milhões, deste total, R$ 6 milhões seriam referentes ao ano de 2014 e o restante a abril de 2015. “Além disso, tem outro valor que ainda não foi faturado”, declara.

Até o momento não houve avanço entre as negociações sobre o repasse ao hospital e o município impõe que irá contribuir com o custeio apenas se o governo do Estado aceitar a dividir o valor.

O presidente da ABCG desta que o impasse sobre o contrato, que se encerra no dia 7 de junho, provoca insegurança sobre o repasse referente a maio, que deve ser pago na próxima segunda-feira (1º). “Essa situação coloca em risco os valores referentes a maio. Se esses valores não forem pagos, isso vai estrangular a capacidade de atendimento”, afirma.

Saúde em Campo Grande – Nesta manhã, Teslenco participou de uma reunião com o Conselho Municipal de Saúde onde foi ventilada a possibilidade de decretar estado de emergência a saúde pública de Campo Grande. “Discutiram sobre isso, mas não tenho como passar mais informações sobre esse assunto”, justifica.

O conselheiro municipal de saúde, Sebastião Campos Arino Júnior, disse à reportagem do Jornal Midiamax que o assunto será discutido durante reunião na próxima sexta-feira (29).

Veja também

Ao todo, são 442 vagas para o aprendizado de instrumentos variados e técnica vocal.

Últimas notícias