Funcionário denuncia empresa por manter focos do mosquito da dengue

Empresa negou existência de água parada 
| 11/12/2015
- 20:31
Funcionário denuncia empresa por manter focos do mosquito da dengue

Empresa negou existência de água parada 

Um funcionário, que preferiu não se identificar, procurou a equipe de reportagem do Jornal Midiamax para denunciar o descaso da empresa onde trabalha, em relação a saúde dos funcionários. Ele alegou que na propriedade existem vários locais com água parada, repletos de larvas do mosquito Aedes Aegypti, agente transmissor da , chikungunya e vírus.

O trabalhador explicou que a preocupação é dividida entre os demais funcionários, que até já tentaram pedir para que a Sotef Engenharia solucionasse o problema, mas não tiveram retorno. “Eu já contei pelo menos 20 focos, e quando procuraram o administrativo para reclamar, a empresa não se manifestou sobre o assunto. Estamos preocupados”, afirmou.

A Sotef Engenharia não quis comentar sobre o assunto, dizendo apenas que a denúncia não procede.

É válido lembrar que Campo Grande está passando por uma tríplice epidemia, com 7.614 notificações de casos de dengue, sendo 3.819 confirmados, cinco com o tipo mais grave da doença e três mortes até agora. Já no caso da febre chikungunya, foram 65 notificações até o dia 4 de dezembro, quando foi feito o último levantamento. Apenas um foi confirmado. O zika por sua vez, aumenta o número de notificações diariamente. Até agora já são 75 casos suspeitos, nenhum confirmado, devido ao tempo de analise das amostras, entre 30 e 40 dias. 

Veja também

Comunidade Esperança, localizado no Bairro Noroeste em local conhecido como “Aterro do Noroeste” entrou em...

Últimas notícias