Roberto Kalil, integrante da equipe médica responsável pela cirurgia no quadril do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que ele deve receber alta ainda neste domingo (1), o que supera a expectativa inicial da equipe médica, que contava com a alta a partir de segunda-feira.

Aos 77 anos, Lula está internado na unidade de do Sírio-Libanês desde sexta-feira (29), onde passou por duas cirurgias: uma no quadril e outra nas pálpebras.

A informação foi divulgada em um boletim do Hospital Sírio-Libanês neste domingo. Segundo o documento, o presidente passou a noite estável e segue em recuperação com assistência fisioterapêutica.

A equipe médica também informou que as cirurgias não resultarão em restrições no trabalho de Lula, no entanto, a previsão é que ele passe as próximas três semana despachando do Alvorada.

Será necessário ainda que o presidente use um andador para firmar os pés e as viagens presidenciais deverão ficar suspensas de quatro a seis semanas.

Confira a nota completa:
“O paciente Luiz Inácio Lula da Silva, submetido em 29/9 a cirurgia de artroplastia total de quadril à direita e também a blefaroplastia, passou a noite estável e segue em recuperação. Caminhou, subiu e desceu escadas, com assistência fisioterapêutica.

As equipes médicas do Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, da Dra. Ana Helena Germoglio e Prof Dr. Giancarlo Cavalli Polesello, responsáveis pelo seu cuidado, avaliam a possibilidade de alta ainda para o dia de hoje”.

Cirurgias

A cirurgia no quadril consiste em tirar toda a cartilagem desgastada e substituir por uma prótese, o que já era ponto de reclamação de Lula que se queixava de fortes dores na cabeça do fêmur.

Já a cirurgia na pálpebras, que estava prevista, foi feita aproveitando que o presidente estava com anestesia geral.

O procedimento se chama blefaroplastia e nada mais é do que a retirada do excesso de pele das pálpebras, que ficam flácidas com o passar do tempo, podendo, em alguns casos, prejudicar a visão do paciente.

Saiba Mais