Prouni: cerca de 30% dos pré-selecionados usaram nota do Enem 2020

Além desses, outros estudantes que fizeram o Enem 2020 poderão ser pré-selecionados
| 05/03/2022
- 02:25
Reprodução
Reprodução

Cerca de 30% dos estudantes pré-selecionados na primeira chamada do Programa Para Todos (Prouni) são candidatos que usaram as notas do de 2020. Segundo o Ministério da Educação, dos 188.127 candidatos pré-selecionados na primeira chamada, 55.269 usaram a nota do Enem 2020 e 132.858 a nota do Enem 2021.

Além desses, outros estudantes que fizeram o Enem 2020 poderão ser pré-selecionados, tanto na segunda chamada do Prouni, cujo resultado será divulgado no dia 24 de março, como, também, por meio da lista de espera.

Todos os pré-selecionados devem observar os prazos para apresentar a documentação que comprove as informações declaradas no ato da inscrição. O prazo vai até 14 de março. Após a análise da documentação, que deve ser entregue na instituição para a qual o estudante foi pré-selecionado, o candidato saberá se foi aprovado ou não para obter a bolsa.

Balanço

Ao todo, 544.755 candidatos se inscreveram nesta edição do Prouni, que ofertou um número recorde de bolsas: 273.001, sendo 181.036 bolsas integrais e 91.965 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade do curso. A distribuição desse número superior de bolsas integrais foi observada em 23 estados e no Distrito Federal.

Dos 19.584 cursos com oferta de bolsas para esta edição, os dez que obtiveram o maior número de inscritos foram, nesta ordem: medicina; direito; enfermagem; psicologia; administração; fisioterapia; pedagogia; odontologia; educação física; e biomedicina.

Ao todo, 1.085 instituições privadas de ensino superior, em todos os estados e no Distrito Federal, oferecem bolsas via Prouni. Os cinco estados com os maiores números de bolsas ofertadas foram: São Paulo; Minas Gerais; Paraná; Rio Grande do Sul; e Bahia.

Veja também

O presidente do Banco Central (BC) do Brasil, Roberto Campos Neto, disse hoje (11) que...

Últimas notícias