Motorista assassinado junto de vereadora Marielle deixa filho de um ano

Anderson fazia bico de motorista para sustentar família
| 15/03/2018
- 19:50
Motorista assassinado junto de vereadora Marielle deixa filho de um ano

Anderson fazia bico de motorista para sustentar família

O motorista Anderson Pedro Gomes, 39 anos, que morreu na noite desta quarta-feira (14) no atentado que vitimou a vereadora (PSOL), no Rio de Janeiro, é lembrado como um “pai muito amoroso” e um “marido maravilhoso” pela sua família.

A esposa de Anderson, Ágatha Arnaus Reis, mãe de um filho de um ano e agora viúva, fez a declaração à TV Globo nesta quinta-feira (15). “Anderson era uma pessoa muito boa, ele ajudava todo mundo no que ele pudesse”.

“Um pai muito amoroso, um marido maravilhoso. E, como muitos nesse estado atual, fazendo bico para tentar sustentar a família”, lembra Ágatha comovida, ao relatar suas dificuldades financeiras vividas ao lado do esposo.Motorista assassinado junto de vereadora Marielle deixa filho de um ano

Ela é professora no Rio, e relatou problemas para pagar as contas com os salários atrasados. “A gente tá vivendo um momento horrível. E Deus levou meu marido, não sei com que propósito. Ainda é difícil acreditar”, relatou.

Anderson recebeu três disparos na lateral das costas, enquanto Marielle foi alvejada com quatro tiros no rosto. Ao todo, os executores dispararam nove vezes contra o veículo.

A Polícia Civil investiga o caso como homicídio doloso, quando há a intenção de matar, uma vez que os criminosos atiraram contra passageira e motorista e fugiram sem roubar nada.

Veja também

O presidente do Banco Central (BC) do Brasil, Roberto Campos Neto, disse hoje (11) que...

Últimas notícias