Dilma viaja ao México em primeira visita de Estado ao país

Brasil e México são as duas principais economias da América Latina
| 25/05/2015
- 20:24
Dilma viaja ao México em primeira visita de Estado ao país

Brasil e México são as duas principais economias da América Latina

A presidente Dilma Rousseff, viajou nesta segunda-feira ao México, onde amanhã se reunirá com o líder Enrique Peña Nieto em sua primeira visita de Estado ao país.

Brasil e México são as duas principais economias da América Latina e a viagem de Dilma, segundo fontes oficiais, terá objetivos claramente comerciais e econômicos.

O comércio entre ambos os países chegou no ano passado a números de aproximadamente US$ 10 bilhões, pouco segundo a opinião de ambos os governos devido ao tamanho de suas economias.

“O objetivo da visita será identificar novas perspectivas na relação bilateral, com o foco em aumentar a troca comercial, fomentar a integração produtiva e promover os investimentos”, disse o subsecretário-geral da América do Sul, Central e do Caribe do Ministério das Relações Exteriores, Antônio Simões.

Durante a visita de Dilma, ambos os países assinarão um acordo para promover e facilitar os investimentos mútuos. Em termos de investimentos, há um notório desequilíbrio entre os cerca de US$ 30 bilhões que as empresas mexicanas colocaram no Brasil e os US$ 2 bilhões que companhias brasileiras investiram no México.

O México tem interesse em estimular o turismo bilateral e tirar mais proveito de um acordo assinado em 2013 com o Brasil, que acabou com a necessidade de vistos para cidadãos de ambos os países.

Apesar dessas facilidades, o México recebeu cerca de 300 mil turistas brasileiros no ano passado, o que equivale a 1% do total de estrangeiros que visitaram o país.

Durante a estadia no México, Dilma também participará de um seminário que reunirá empresários de ambos os países. Segundo fontes oficiais, o setor privado brasileiro deseja mais facilidades para exportar ao México e pede a revisão de algumas barreiras comerciais impostas pelo país, o que pode ser negociado durante a visita de Dilma.

Veja também

A súmula 450 do TST previa o pagamento em dobro também do terço constitucional

Últimas notícias