Segundo João Rodrigues (PSD-SC), o conteúdo foi enviado por conhecidos em grupos do WhatsApp

A sessão realizada na última quarta-feira (27) para debater a reforma política, assunto de grande relevância para o futuro do País, também foi marcada por um flagrante feito pela equipe do SBT. O deputado João Rodrigues (PSD-SC) foi visto, ao lado de colegas, vendo fotos e vídeos pornôs em seu celular.

Ontem, após a repercussão das imagens, ele acabou culpando os amigos pelo envio do conteúdo. “Eu participo de quase uma centena de grupos no WhatsApp e durante o dia vou olhando e separando o joio do trigo. O que me interessa eu arquivo ou reenvio uma resposta e o que não me interessa eu apago. Era justamente isso que eu estava fazendo. Apagando o joio: conteúdo qualquer que não me interessa como parlamentar. Foi justamente nesta hora que um cinegrafista do SBT captou as imagens”, disse.

Rodrigues, que é ex-radialista, está em seu segundo mandato como deputado federal, já foi prefeito de Chapecó e Pinhalzinho, em Santa Catarina.

Segundo o deputado, além do conteúdo pornográfico, o contato que o enviou também foi deletado. “Se alguém ficou incomodado com aquela imagem, esse alguém sou eu”, falou em uma rede social. 

Saiba Mais