Procurador investiga falta de insumos para hemodiálise infantil no Hospital Universitário de Campo Grande

Informações são de que atendimentos vinham sendo racionados
| 10/03/2022
- 14:04
Entrada do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian
Entrada do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande - Arquivo

O MPF (Ministério Público Federal) instaurou inquérito civil para investigar a possível falta de insumos para realização de hemodiálise infantil no ( Maria Aparecida Pedrossian), em Campo Grande. O procedimento é conduzido pelo procurador da República Pedro Gabriel Siqueira Gonçalves.

Consta que os fatos vieram à tona a partir da informação de que uma licitação para compra dos materiais havia fracassado e, por este motivo, o hospital estaria racionando os atendimentos por meio da redução de frequência das sessões às crianças. Além disso, teria recorrido ao empréstimo de insumos para continuar com as terapias.

Neste sentido, o MPF, ao abrir as investigações, enviou ofício à Superintendência do Humap em busca de informações sobre quais os insumos estão e falta e têm acarretado a redução das sessões de hemodiálise pediátrica nesse hospital e se houve a realização de empréstimo com o objetivo de garantir, de forma paliativa, a continuidade do atendimento de crianças.

Além disso, o procurador busca saber também se foi reiniciado o processo licitatório para a aquisição de materiais, apontando-se a atual situação do estoque e se há uma data estimada para regularização da demanda.

O que diz o Hospital

Por meio da assessoria de imprensa, o Humap disse que, de fato, está com poucos insumos e, por este motivo, a equipe médica propôs a redução de sessões de hemodiálise pediátrica para pacientes que não tivessem caso grave, ou veja, que pudessem aguardar. "Apenas uma paciente ficou sem uma única sessão". 

Sobre a escassez de insumos, a unidade afirma que foi realizada uma licitação e que a empresa que venceu não forneceu os insumos. "Já firmamos novo contrato para compra dos insumos, que chegarão na próxima semana. Enquanto isso, conseguimos um empréstimo de insumos do Hospital Universitário do Espírito Santo, que chegarão amanhã (sexta-feira). Diante desse cenário todas as sessões de hemodiálise pediátrica já foram retomadas normalmente", pontuou.

Veja também

Termo aditivo do contrato foi publicado nesta sexta-feira (19)

Últimas notícias