Deputados estaduais integrantes da (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), vão fazer a primeira reunião na próxima quarta-feira (4), um mês depois do retorno do recesso parlamentar. 

A indefinição na escolha dos nomes para compor a comissão mais importante da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) travou a análise dos projetos de lei protocolados na Casa desde 5 de fevereiro.

Quase 15 dias depois da volta ao trabalho, os deputados entraram em consenso e escolheram os nomes dos cinco integrantes. O plenário tem três grupos: o G8, G10 e . O deputado João Henrique Catan (PL) está sem grupo depois da escolha do G11 pelos nomes de e Gerson Claro (PP). Cada grupo pode indicar dois nomes e o PSDB indica um parlamentar.

Lídio Lopes (Patriota) volta a presidir a Comissão, que tem Rinaldo Modesto (PSDB) como vice-presidente e Eduardo Rocha (MDB) como integrante, formando a bancada dos cinco parlamentares, no dia 19 de fevereiro. Como teve o recesso de Carnaval, a reunião ficou para a primeira quarta-feira de março.

De fevereiro até agora, deram entrada na Casa de Leis 24 projetos de leis todos sem análise da CCJR. As propostas só são votadas em plenário depois de passarem pelo crivo da comissão. A primeira reunião está marcada para quarta-feira às 8h. Depois, acontece a sessão plenária, sempre às 9h.