Política

#Retrospectiva: Esportes fora do campo e obras emblemáticas, resume prefeito sobre 2019

O ano de 2019 em Campo Grande pode ser resumido pelo andamento de obras emblemáticas, recursos para o esporte e entrega da reforma da Rua 14 de Julho. A análise e olhar são sob a gestão municipal, comandada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), que entra em 2020 para o último ano de seu primeiro mandato. […]

Mayara Bueno Publicado em 31/12/2019, às 13h30 - Atualizado em 03/01/2020, às 14h40

Prefeito Marquinhos Trad em evento no Sebrae. (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo).
Prefeito Marquinhos Trad em evento no Sebrae. (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo). - Prefeito Marquinhos Trad em evento no Sebrae. (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo).

O ano de 2019 em Campo Grande pode ser resumido pelo andamento de obras emblemáticas, recursos para o esporte e entrega da reforma da Rua 14 de Julho. A análise e olhar são sob a gestão municipal, comandada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), que entra em 2020 para o último ano de seu primeiro mandato.

#Retrospectiva: Esportes fora do campo e obras emblemáticas, resume prefeito sobre 2019
Motociclistas participando do tempo de largada do Rally dos Sertões. (Marcos Ermínio, Midiamax)

“Estamos principalmente valorizando esporte sem bola, mas sem prejudicá-los. Estamos mantendo todos os programas que a bola participa, mas valorizando outros”. O exemplo é o automobilismo, que teve etapas da Stock Car e o Rally dos Sertões, em agosto deste ano.

Iniciada neste ano, mas com expectativa principal em 2020, está a reforma do Ginásio Guanandizão, na região Sul da Capital, com previsão de entrega em abril. “Para receber um jogo da Liga das Nações”, lembra Marquinhos. A obra acontece em parceira entre o Governo do Estado e Prefeitura de Campo Grande.

Na Câmara Municipal, pacotes com financiamento para reforma de parques foram aprovados em 2019. Estavam previstas obras no Parque Sóter e Horto Florestal. Nestes dois casos, as primeiras licitações já foram lançadas, mas as intervenções ainda não começaram.

#Retrospectiva: Esportes fora do campo e obras emblemáticas, resume prefeito sobre 2019A Praça Esportiva Elias Gadia, no Bairro Taveirópolis, por outro lado, já foi reestrutura, assim como o Belmar Fidalgo, no Centro. “Estamos reformando os complexos aquáticos do Jacques da Luz (Moreninhas) e Ayrton Senna (Aero Rancho) e devem ser entregues dentro de cinco meses”.

Escolas públicas de ballet foram citadas pelo prefeito quando contabilizava o foco em esportes sem a bola. Segundo ele, 400 crianças estão matriculadas nas aulas oferecidas de forma gratuita. Há previsão de instalação de mais 15 academias ao ar livre, geralmente instaladas em praças. “Ocupa um espaço que não estava sendo utilizado e oferece professor 24 hora pelo QRCode” – dispositivo que, pelo celular, o usuário consegue acessar informações sobre exercícios físicos.

Obras emblemáticas

#Retrospectiva: Esportes fora do campo e obras emblemáticas, resume prefeito sobre 2019
Flores na ‘nova’ Rua 14 de Julho. Atrás, no cruzamento com a Avenida Afonso Pena, o relógio. (Foto: Minamar Júnior)

A reforma da Rua 14 de Julho, que faz parte do Reviva Centro, e as obras no Rio Anhanduí, são duas intervenções com projeto e recurso garantido há anos. Neste ano, a primeira etapa da requalificação do Centro foi entregue em 29 de novembro. As duas obras ainda estão em andamento.

#Retrospectiva: Esportes fora do campo e obras emblemáticas, resume prefeito sobre 2019
Obra às margens da Avenida Ernesto Geisel. (Leonardo de França, Jornal Midiamax, Arquivo)

Marquinhos cita Deus para responder porque só agora essas obras começaram a andar, em um momento no qual há escassez de recursos. “Fartura tinham André [ex-prefeito e ex-governador, André Puccinelli] e Nelsinho [ex-prefeito, hoje senador, Nelson Trad Filho]”.

Os dois, segundo Marquinhos, contavam com 27% de repasse do Governo do Estado a título de ICMS (Imposto Sobre Comercialização de Produtos e Serviços) e 30% de suplementação sem autorização da Câmara Municipal. “Através de planejamento, organização e equipe conseguimos entregar antes do prazo de contrato, sem aditivos ou engordar valores que seriam fora da realidade”.

Recapeamento ao invés de tapa-buraco

Nas contas da Prefeitura, foram recapeados 70 quilômetros de asfalto e há previsão de mais 130 quilômetros, em obras executadas pelo município e também pela Águas Guariroba, fruto de um acordo entre os dois. Por necessitar trocar ou fazer reparos na rede de esgoto, por exemplo, a concessionária muitas vezes abria o asfalto e remendava, deixando a via em ‘ondulações’.

Agora, a Águas precisa recapear quando fizer intervenções que prejudique 30% do asfalto. Até agora, as vias que passaram por obras arcadas pela concessionária foram: Antônio Maria Coelho, Rua da Paz, Euclides da Cunha, Arthur Jorge, Pernambuco.

Jornal Midiamax