‘Proposta tinha que passar por crivo da política’, diz Marun sobre reforma

Projeto deve ser votado no dia 2 de maio
| 19/04/2017
- 21:34
‘Proposta tinha que passar por crivo da política’, diz Marun sobre reforma

Projeto deve ser votado no dia 2 de maio

Suspensa desde o início da tarde, a leitura do parecer da Câmara dos Deputados sobre a deve ser finalizada ainda hoje e a votação do projeto está prevista para o dia 2 de maio. O presidente da comissão especial que trata sobre o assunto em Brasília, Carlos Marun (PMDB) afirmou há pouco durante sessão que mesmo que a proposta da reforma tenha sido elaborada por técnicos, era necessário que o projeto passasse pelo “crivo da política”.

“Tenho convicção de que o parlamente brasileiro cumpriu seu papel melhorando em muito o projeto originalmente apresentado. A proposta original foi elaborada por técnicos competentes, mas tinha que passar, como passou, pelo crivo da política, do humanismo e da sociedade por nós representada”, afirmou o deputado.

A REFORMA

Ontem, Arthur Oliveira Maia apresentou uma versão preliminar do relatório, fixando a idade mínima de aposentadoria em 62 anos para as mulheres e em 65 anos para os homens após um período de transição de 20 anos. Ou seja, o aumento seria progressivo, começando em 53 e 55 anos, respectivamente, na data da promulgação da emenda.

O texto mantém em 25 anos o tempo mínimo de contribuição para acesso ao benefício, que será igual a 70% da média de todos os salários de contribuição desde julho de 1994. Após 25 anos de contribuição, cada ano seria contado a mais, possibilitando a obtenção de 100% da média aos 40 anos de contribuição.

Hoje, após a leitura, haverá pedido de vista coletivo. O debate será iniciado na próxima terça-feira (25), podendo ser estendido até quinta-feira (27). A votação na comissão especial deverá ser iniciada no dia 2 de maio.

Veja também

Acorda! Depois de usar cores da pré-campanha de outra pré-candidata, participante da corrida eleitoral em...

Últimas notícias