Um guarda civil ficou ferido, uma adolescente encaminhada para atendimento e outro adolescente levado para a delegacia, esse foi o resultado de um tumulto que aconteceu durante a noite no terminal de coletivo Júlio de Castilho em

Nas imagens, a adolescente, ainda de uniforme escolar da rede estadual, aparece alterada, brigando e tentando chutar o lotado no terminal.

Em certo momento, o guarda aparece mexendo no celular e a jovem bate no aparelho, em seguida ela desfere um soco no peito do servidor. Outros jovens tentam segurar a menina, que está descontrolada e parte para cima do GCM que se afasta.

Em outra imagem, é possível ver mais agentes que chegaram para conter os irmãos. Nesse tempo, o GCM tenta imobilizar o rapaz enquanto a irmã o agride. O guarda chega a cair no chão com o jovem e os outros servidores seguram a menina, até que eles conseguem apreender o rapaz. 

Pouco tempo depois o local é tomado por estudantes.

Segundo o registro, os irmãos foram abordados pelo guarda lotado no terminal, após sentir forte odor de maconha. O servidor já foi recebido de forma alterada e agressiva. 

Toda a situação foi presenciada e testemunhada pelo fiscal do Consórcio Guaicurus. Foi solicitado apoio e mesmo com a chegada de outras equipes da Guarda, os irmãos continuaram com as agressões, o menino, inclusive, incentivava a irmã a continuar com agressões e ameaças.

Amigos dos irmãos contaram aos servidores que a jovem já havia causado tumulto, momentos antes na escola onde estuda. A amiga da menina disse que a jovem havia ingerido bebida alcoólica dentro da escola e tinha tentado pular o muro, por isso foi suspensa e que em seguida havia desmaiado na escola, mas não teve atendimento médico. 

Outro desmaio ocorreu também no terminal após cessar o tumulto. Uma enfermeira que estava no local prestou primeiros socorros. Até a chegada do Corpo de Bombeiros, que a encaminhou até a UPA Santa Mônica. Já o irmão da jovem foi encaminhado para a Cepol juntamente da mãe.