A monitora de uma escola municipal de foi denunciada nessa quinta-feira (25) por racismo contra um aluno, de 11 anos. Ela teria dito à “vai para sala seu (sic)” enquanto o menino retornava do almoço para as atividades.

Segundo boletim de ocorrência registrado pela mãe do menino, de 34 anos, o filho estuda na Escola Municipal Alcídio Pimentel no período integral e, após o almoço, a monitora, de 72 anos, teria proferido a frase racista à criança. O menino acatou a ordem e retornou para a sala.

Por volta das 15h, ele foi até a sala da coordenação e relatou o ocorrido à diretora, que registrou uma ata e chamou a responsável. “A direção me ligou e eu estava no trabalho. A gente sente uma revolta muito grande. Acho que como a escola ficou a favor de nós, disseram que hoje ela entregou um atestado de sete dias”, afirmou a mãe, em entrevista ao Jornal Midiamax.

O menino foi ouvido em depoimento especial ainda nessa quinta (25) e confirmou o relato.

Em nota, a (Secretaria Municipal de Educação) informou que já iniciou as apurações sobre o que aconteceu. “A monitora também foi ouvida na manhã de quinta-feira (25) pela direção. A ata foi lavrada e encaminhada para esta secretaria que avaliará a questão para instauração de processo disciplinar”, afirma em nota.

“Vale ressaltar que a SEMED é contra qualquer ato racista, bem como todo tipo de preconceito, ainda possui um núcleo que desenvolve ações educativas, diante das especificidades culturais e sociais, pautadas no atendimento à Lei n. 10.639/03 e ao Plano Municipal de Educação no intuito de sensibilizar, mobilizar e fortalecer, os segmentos das unidades escolares para o exercício pleno da cidadania em sociedade por meio do respeito à diversidade social, cultural, étnica, linguística, política, religiosa, entre outras que estão presentes na sociedade e que fazem parte do contexto escolar”, diz a nota.