A mulher do foragido Felipe Luz dos Santos, de 23 anos, morto na noite de terça-feira (31), ao apontar uma para policiais militares, no bairro Jardim Leblon, em , não tinha registrado nenhum boletim de ocorrência contra o autor.

Os policiais ouviram os gritos de socorro da mulher dentro da casa e quando ela saiu, Felipe veio atrás e ao ver os policiais voltou e pegou uma arma, sendo neste momento atingido por pelos militares. Segundo informações, a mulher não tinha nenhuma medida protetiva contra ele e nem registrado boletins de ocorrência por violência doméstica.

A mulher sabia que Felipe tinha uma arma de fogo, e por isso, tinha receio. De acordo com a polícia, na frente da residência foi possível ouvir Luiz dizer: “Se você não ficar comigo, não vai ficar com ninguém, vou te matar”.

Apontou arma para os policiais

Com a guarnição na frente da casa, ela saiu, momento em que Luiz foi visto com uma pistola na varanda da residência. Ele então iria entrar na casa, quando foi dada voz de abordagem. De acordo com a polícia, ao se virar para a guarnição, ele apontou a pistola 9mm e foi atingido.

Baleado, chegou a ser levado pelos policiais ao Hospital Regional e veio a óbito. Segundo consta, da Justiça, Luiz tinha contra si passagens por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e lesão corporal.

Saiba Mais