Nesta semana, a Polícia Civil deflagrou a operação ‘Don't Escape' que visa combater o tráfico doméstico que fomenta outros delitos, principalmente contra o patrimônio. Durante a ação, até um servidor público municipal foi capturado.

Na manhã desta quarta-feira (18), os delegados Hoffman D'Avila Candido de Souza, Roberto Guimarães e Bruno SantaCatarina, todos da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), falaram que a ‘Don't Escape' foi deflagrada na última segunda-feira (16), e é um reforço da Operação Ômega, mas que tem uma nova linha de atuação, focada no cumprimento de mandados de em aberto.

Ao todo, foram presas 13 pessoas. Entre os detidos, está um servidor público municipal que tinha condenação por crimes de moeda falsa e porte de arma. A polícia capturou o homem após uma denúncia anônima, na manhã desta terça-feira (17). Ele já tinha sido preso pela Denar por enviar drogas via Correios.

Um dos envolvidos foi preso no Bairro São Francisco por estupro de vulnerável. Uma mulher de 35 anos, acabou sendo capturada no Nhanha. Ela tinha condenação por tráfico de drogas.

Uma mulher de 25 anos foi presa no com mandado de prisão preventiva em aberto por estelionato. No Bairro Piratininga, a polícia capturou dois homens de 27 anos, ambos estavam envolvidos com tráfico, mas um também tinha mandado de prisão em aberto por pensão alimentícia.

No total, a polícia apreendeu 600 gramas de e 12 tabletes de maconha, que totalizou 9 kg da droga.