Homem morre cinco dias após ser espancado por grupo de pessoas na fronteira de MS

Vítima era dependente químico e tinha problemas mentais
| 14/07/2022
- 14:58
Homem morre cinco dias após ser espancado por grupo de pessoas na fronteira de MS
(Foto: Ilustrativa)

Ademar Ledesma, de 41 anos, morreu na última quarta-feira (13), cinco dias após ter sido espancado por um grupo de pessoas em Capitan Bado, cidade paraguaia que faz fronteira seca com Coronel Sapucaia, a 400 quilômetros de Campo Grande. Ele estava internado no da Vida, em Dourados.

Conforme o boletim de ocorrência, a irmã de Ademar relatou que na manhã do dia 8 de julho, por volta das 5h, a vítima era dependente químico e tinha problemas mentais, saiu de casa e foi em direção ao Paraguai. Na cidade de Capitan Bado, Ledesma foi agredido por um grupo de quatro pessoas.

A irmã não sabe dizer sobre a motivação do crime. Ledesma foi socorrido e levado ao hospital local, mas pela gravidade dos ferimentos, no mesmo dia, foi transferido para o Hospital de Amambai e em seguida para o Hospital da Vida de Dourados. Mas, na noite de ontem, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

A polícia registrou o caso, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados, como a esclarecer.

Veja também

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Campo Grande de e Miranda fiscalizaram 46 embarcações e...

Últimas notícias