Hoje PRF conta com 405 homens

Tomou posse na tarde desta segunda-feira (16) o novo superintendente da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Mato Grosso do Sul. Em seu discurso, Luiz Alexandre Gomes da Silva que está há 22 anos na instituição, alem de agradecer a oportunidade e afirmar compromisso em cumprir critérios  institucionais da PRF, afirmou que o maior desafio a ser enfrentado será trabalhar com o baixo efetivo. “Nossas rodovias estão em bom estado, temos 22 postos, creio que a grande dificuldade ainda é é o déficit do efetivo que hoje é de 40%”, relata.

Para dar reforço ao trabalho que hoje é desempenhado por 405 policiais, o novo superintendente lembra que ainda esse mês, o comando regional deve receber novos homens. “Será um avanço, mas ainda será pouco”, afirma.

Marcelo Aparecido Moreno, diretor geral substituto da PRF, também critica o número insuficiente de policiais, contudo, ressalta que com trabalho em conjunto, somente nos últimos anos, 14 mil vidas “foram poupadas”. “A redução no número de mortes se deve aos estudos, coletas de dados e as análises que avaliam pontos críticos. Assim, trabalhando com estatísticas é possível reduzir os acidentes”, pontua.

Luiz Alexandre Gomes passa a ocupar o lugar de Ciro Vieira Ferreira que esteve no cargo por quatro anos e meio.