A Polícia Civil do Distrito Federal apreendeu uma tonelada de maconha na madrugada deste sábado (21) na BR-060, em Goiás, e prendeu um médico suspeito de liderar associação de tráfico de drogas. O jovem de 25 anos chegou a clinicar em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, usando a assinatura de outro médico.

De acordo com a polícia, a maconha estava sendo trazida de Mato Grosso do Sul para ser vendida no DF quando o eixo do caminhão que carregava a droga quebrou. O veículo foi abandonado em Goiás, na rodovia BR-060. A polícia informou que foi até o local por já estar investigando o caso e monitorando o transporte da droga.

O delegado da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) da Polícia Civil, Rodrigo Bonach, informou que o médico preso é recém-formado, tem 25 anos e concluiu a graduação no Paraguai. Ele não fez exame de revalidação do diploma no Brasil e contou à polícia que chegou.

“Verificamos que esse médico era o líder dessa associação criminosa. Ele que adquiria a droga na região fronteiriça de Mato Grosso do Sul, tratava de toda a logística para a remessa ao DF e aqui revendia para outros traficantes”, declarou Bonach.

Segundo a polícia, o médico não possui passagem pela polícia. O outro suspeito preso tem passagem por latrocínio e corrupção de menores. Os dois serão indiciados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte de armas.

 Também foram apreendidas duas armas com os suspeitos: uma pistola 380 e outra pistola calibre 9 milímetros. A polícia apreendeu, ainda, mais de 200 cartuchos de munição.

As apreensões e prisões fazem parte da Operação Hipócrates, nome do estudioso da Grécia Antiga que é considerado um dos pais da medicina. Foram três meses de investigação. Segundo a Cord, a maconha seria repassada para outros traficantes do Gama, no Distrito Federal, e para cidades goianas do Entorno.

Segundo a polícia, esta é a maior apreensão de maconha em 2013. O médico foi localizado no Jardim Ingá, Entorno do DF. Outro suspeito de participação no tráfico foi preso na Cidade Ocidental, também no Entorno.