A história de Marília Mendonça será eternizada em um longa-metragem produzido pelo Prime Video. A novidade foi contata ao site Hugo Gloss, nesta sexta-feira (1º). A plataforma teve acesso aos direitos da história de vida da artista através de um licenciamento. O filme é só uma das três obras audiovisuais que serão produzidas com o arquivo pessoal de Marília.

Feliz com a novidade, Ruth Dias, mãe da cantora, revelou que o longa vai mostrar detalhes bem íntimos da vida da filha e pouco conhecidos pelo público, incluindo sua infância.

“Estou muita ansiosa porque esse filme será a oportunidade de contarmos a verdade sobre Marília. É uma história muito sofrida e muito bonito. Vamos contar sem maquiar nada. Muita gente conheceu a Marília já no auge e não tem ideia do que ela viveu desde pequena”, declarou.

Para ela, o filme será uma forma de homenagear a cantora e preservar todo o legado construído por ela. “As pessoas perguntam como ela cantava sobre coisas que não teve tempo pra viver. Ela cantou a nossa vida, o que vivenciou em nossa casa, em nossa família. Vivenciou traições, relações tóxicas, e essa verdade está na voz dela. Eu me comprometi a preservar o legado dela, e vou cumprir. Esse filme vai nos dar essa oportunidade”, contou ao site.

O acidente

Aos 26 anos, Marília Mendonça e as outras quatro vítimas morreram após a queda da aeronave modelo Beech Aircraft, prefixo PT-ONJ, momentos antes do pouso. O avião caiu em uma cachoeira do distrito de Piedade de Caratinga, no município de Caratinga (MG).

Os demais ocupantes da aeronave de pequeno porte eram: o produtor Henrique Ribeiro, o tio e assessor da artista, Abicieli Silveira Dias Filho; o piloto Geraldo Martins de Medeiros; e o copiloto da aeronave Tarciso Pessoa Viana. Não houve sobreviventes.

O avião decolou do aeroporto de Santa Genoveva, em Goiânia (GO). A cantora se apresentaria naquela mesma noite, em Caratinga.