Mais que um ato de amor, amamentar em público não deveria ser constrangimento

Quem incomodar uma mãe amamentando poderá levar multa de até R$ 1.000
| 23/05/2015
- 13:34
Mais que um ato de amor, amamentar em público não deveria ser constrangimento

Quem incomodar uma mãe amamentando poderá levar multa de até R$ 1.000

O ato de amamentar tem todo um significado de elo e amor entre mãe e filho. Ato este que não deveria ser um problema, afinal, é só uma mãe dando sustento ao filho. Só que, para algumas pessoas, este ato gera um desconforto tamanho, que chega a ser comparado a ‘obsceno’.

Porque você não põe um paninho? Ah, senta mais pra cá, está muito cheio de pessoas ai? Ninguém é obrigado a ver esse momento íntimo! Estes são alguns dos comentários ou pensamentos que muita gente tem ao ver uma mãe amamentando um filho em um lugar público.

Há cinco meses que a publicitária Luya Jacobina, 29 anos, vive com muito zelo esse sentimento de amamentar. Mãe do pequeno Luca, ela não se intimida em suprir a necessidade de seu filho e amamenta sim, em qualquer lugar que esteja.

Recentemente, ao publicar uma foto amamentando em seu perfil no Facebook, Luya diz que rompeu uma amizade de mais de 15 anos com uma pessoa que fez um comentário buliçoso.

“Eu me senti ofendida com o comentário dela e quando a questionei, ela disse que teria que fazer ‘isso’ reservadamente, porque era um momento só meu e do meu filho; mas se ele sentir fome no meio da rua, eu tenho que voltar correndo pra casa ou procurar um ‘mamódromo’?, absurdo não é”, conta indignada.

Luya disse que teve de excluir a ‘amiga’ por conta de não querer mais passar por esse tipo de constrangimento e que na foto – que teve uma boa repercussão, os comentários felizes e pertinentes sobre o ato de amamentar foram a maioria.

“Porque eu tenho que me esconder ou esconder este momento? É um processo natural o amamentar; é só um olhar de uma pessoa perturbada, preconceituosa ou sei lá…acredito que a maldade está nos olhos de quem vê e quanto mais eu puder usar a rede social a favor de causas que desmistifiquem pensamentos assim eu vou usar”, argumenta.

Multa

Na última quinta-feira (21), foi aprovado um projeto de Lei que institui multa para pessoas ou estabelecimentos que constrangem ou proíbem o ato do aleitamento materno em Mato Grosso do Sul.

De autoria da deputada estadual Mara Caseiro (PtdoB), a multa para quem constranger varia de R$ 500 a R$ 1.000. Segundo a parlamentar, o ato é livre e discricionário e depende só a mãe e ao filho. “Independente da existência de áreas sAgegregadas para o aleitamento, a amamentação é um ato livre e tem de ser livre de constrangimento”, avalia.

Veja também

O ator contou que irá sair das redes sociais e não deu prazo de retorno

Últimas notícias