Três pessoas morreram e uma ficou gravemente ferida em um tiroteio ocorrido neste sábado (24) perto do Museu Judaico da Bélgica, no centro de Bruxelas, informou o Corpo de Bombeiros, citado pela agência de notícias Belga.

“Chocado com os assassinatos cometidos no museu judaico, penso nas vítimas que vi no local e em suas famílias”, reagiu em sua conta no Twitter o ministro belga das Relações Exteriores, Didier Reynders, que estava no bairro de Sablon, onde fica o museu.

A polícia não confirmou as circunstâncias do episódio, mas Alain Sobotic, que testemunhou o tiroteio, disse ter visto dois corpos perto da entrada do museu, os de uma mulher jovem e de um homem.