Pelo menos 10 pessoas são ouvidas sobre suposto crime eleitoral em comitê no interior

Pelo menos dez pessoas estão sendo ouvidas na tarde desta sexta-feira (22) na Delegacia de Bonito, município a 260 quilômetros de Campo Grande. Todas estariam ligadas a suposto crime eleitoral que resultou na prisão do chefe de gabinete da prefeitura local, Newton Cerqueira, o Berenga. A Polícia Civil e o Ministério Público Estadual, que participaram […]
| 22/08/2014
- 23:10
Pelo menos 10 pessoas são ouvidas sobre suposto crime eleitoral em comitê no interior

Pelo menos dez pessoas estão sendo ouvidas na tarde desta sexta-feira (22) na Delegacia de Bonito, município a 260 quilômetros de Campo Grande. Todas estariam ligadas a suposto crime eleitoral que resultou na prisão do chefe de gabinete da prefeitura local, Newton Cerqueira, o Berenga.

A Polícia Civil e o Ministério Público Estadual, que participaram da ação em atendimento a uma suposta denúncia, ainda não se manifestaram sobre o caso. Justamente porque, até o fechamento deste texto, continuavam as tomadas de depoimento dos supostos envolvidos.

Informações extraoficiais dão conta de que havia equipamentos da prefeitura de Bonito em um comitê eleitoral, localizado no Marambaia. O prefeito, Leonel Lemos de Souza Brito (PTdoB), foi procurado pela equipe de reportagem para comentar o assunto, mas não atendeu às ligações até o fechamento deste texto.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias