Um forte terremoto de 5,8 graus Richter atingiu nesta terça-feira a região de Washington e foi sentido em boa parte da costa leste dos Estados Unidos sem causar vítimas nem grandes danos, apesar de ter provocado atrasos em aeroportos, o fechamento de dois reatores nucleares e sobretudo muito pânico.

O último relatório atualizado do Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS) indica que o epicentro do terremoto, registrado pouco antes das 14h hora local, se situou a 8 quilômetros ao sudoeste da cidade de Mineral, no estado da Virgínia, limite a Washington.

A magnitude do tremor, de 5,8 graus na escala Richter segundo o último relatório do USGS – que corrige a prévia, de 5,9 graus – e a pouca profundidade à qual se registrou (6 quilômetros) fizeram com que se sentisse em boa parte do litoral leste do país, incluindo Nova York.

Desde 1897, o USGS não registra nesta zona dos EUA um terremoto de tal magnitude. Em Washington, milhares de pessoas saíram às ruas por temor de possíveis réplicas e todos os edifícios públicos foram evacuados temporariamente, desde os museus até o Capitólio, a Casa Branca e o Pentágono, cujas instalações estão perto do epicentro do sismo.

O Serviço de Bombeiros informou que apenas se registraram ferimentos leves. A Prefeitura de Washington foi isolada, assim como a Casa Branca e suas imediações após evacuar os turistas que habitualmente ficam na praça de Lafayette.

A embaixada do Equador e a catedral de Washington foram os dois edifícios mais prejudicados na capital, segundo um relatório preliminar do Departamento de Bombeiros, enquanto o responsável de negócios da embaixada do Equador nos EUA, Efraín Baus, explicou à Agência Efe que três chaminés foram derrubadas e provocaram danos no telhado e na parte interna onde estão os escritórios da legação diplomática e do consulado.

Enquanto isso, na Virgínia dois reatores nucleares próximos ao epicentro foram desativados como medida de precaução, informou a Comissão para a Regulação Nuclear (NRC). Os dois reatores, operados pela empresa Dominion Generation, estão localizados na estação North Anna, na localidade de Mineral, próximo do epicentro do terremoto.

Quanto aos aeroportos, segundo a Administração Federal de Aviação (FAA, da sigla em inglês), os três da zona metropolitana de Washington – National Reagan, Dulles e Baltimore – funcionam com normalidade, mas há atrasos de mais de 40 minutos nos voos procedentes e com destino ao de Newark de Nova York.

Em relação ao metrô, Dan Stessel, um porta-voz do sistema, pediu paciência aos usuários, já que os trens circulam em uma menor velocidade e aglomerações estão surgindo decorrente de atrasos durante o fim do expediente de trabalho.

Em Nova York, além do grande volume de chamadas recebido pelo Departamento de Bombeiros, as torres de controle dos aeroportos internacionais John F. Kennedy e Newark foram paralisadas, o que provocou uma breve suspensão dos voos e atrasos.

Além disso, o sismo provocou evacuações em edifícios oficiais e paralisou as obras de reconstrução do World Trade Center ao sul de Manhattan, enquanto a sede do Tribunal Federal do Distrito Sul de Nova York vibrou, segundo testemunhas citados pelo canal de televisão ‘CNBC’.

De fato, o terremoto interrompeu temporariamente a coletiva de imprensa do promotor de Manhattan, Cyrus Vance, após a decisão do juiz Michael Obus de retirar todos as acusações contra o ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn por agressão sexual e tentativa de violação.

O presidente dos EUA, Barack Obama, que está de férias na ilha de Martha’s Vineyard, em Massachusetts e que, segundo a Casa Branca, não sentiu o sismo, realizou uma teleconferência para receber dados do terremoto. Obama foi informado que ‘até o momento não se produziram danos sérios na infraestrutura da área, incluindo os aeroportos e as usinas nucleares’, indicou a Casa Branca.

Por sua vez, a Agência Federal para a Gestão de Emergências (Fema) pediu aos americanos para se comunicarem através de mensagens de texto e e-mails para não congestionar as redes de telefonia celular.