O livro “Tosco”, de autoria do psicólogo Gilberto Dari Mattje, será lançado nesta quarta-feira (24) na Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, às 14h40. Ao todo serão mais de 250 jovens de todas as Unidades de Internação e Semiliberdade de Mato Grosso do Sul que farão parte do projeto.
 
Nas unidades de internação o projeto será implementado, em parceria com as UNEIs, pela Escola Estadual Pólo Profª Evanilda M. N. Cavassa. Atividades, como produções de textos, paródias, peças teatrais, entre outros, serão selecionados para construção do Livro Conta que eu Conto II – projeto da escola desenvolvido desde o ano 2010, que culminou na publicação do livro “Conta que eu Conto” organizado Secretaria de Estado de Educação-MS.
Em depoimento, coronel Hilton Villasanti, superintendente de assistências socioeducativa, comemora a oportunidade de implementação de um projeto como esse. “Você só transforma o adolescente oferecendo oportunidades. Precisamos ‘injetar’ outros valores e outros pensamentos. Precisa existir uma reflexão, um envolvimento. O instrumento (livro tosco) de provocação é positivo, pois coloca esse adolescente no centro das questões. Ele precisa fazer uma autoanálise, se questionar sobre o rumo de sua vida. E é com esse objetivo de motivar o adolescente que acreditamos no projeto”, avalia coronel.
 
Pioneiro como projeto trabalhado dentro das Unidades, ele tem como base o livro TOSCO. Espera-se que a partir da percepção e identificação do adolescente com a estória do personagem, aconteça uma melhora de conduta, de comportamento e de afetividade.  “Acho que não teria um lugar melhor para discutirmos os assuntos trabalhados no livro do que na Unidade Educacional”, analisa superintendente Villasanti.