Na partida 150, veterano Nenê marca e garante vitória do Vasco sobre a Portuguesa

O cruzmaltino soma agora 13 pontos, após cinco rodadas
| 10/02/2022
- 03:11
Assessoria/Vasco
Assessoria/Vasco

O segue invicto no Campeonato Carioca. Nesta quarta-feira à noite, em São Januário, contou com um gol de pênalti do meia Nenê, que completou 150 jogos pelo clube, para bater a Portuguesa por 1 a 0, e figurar, ainda que provisoriamente, na liderança do Estadual. O cruzmaltino soma agora 13 pontos, após cinco rodadas.

Ao marcar o quarto gol nesta Taça Guanabara, Nenê assumiu a artilharia isolada do torneio. Outro fator a se comemorar na partida foi a ausência de gols sofridos - foi a primeira vez no campeonato que o time não sofreu gols. A Portuguesa sofreu a segunda derrota - antes, havia perdido para o -, e aparece em quinto, com sete pontos.

A vitória cruzmaltina não foi tranquila. O time até teve mais posse de bola no primeiro tempo - finalizou os 45 minutos iniciais com 58% -, mas pouco criou. Foram apenas três finalizações. A melhor delas, em cabeceio de Raniel, aos quatro minutos. Bem marcado, o meia Nenê tinha atuação apagada e coube a Gabriel Pec tentar organizar o time.

O gramado encharcado também prejudicou a partida e não faltaram faltas mais pesadas. Tanto é que foram cinco amarelos no primeiro tempo. Vazada em todas as rodadas do Estadual até então, a defesa cruzmaltina também voltou a deixar a torcida apreensiva. A Portuguesa chegou a marcar, mas em lance impedido. Depois, Marcão ainda subiu no meio da zaga e testou para fora.

Zé Ricardo não mexeu na equipe no intervalo e o time seguiu pouco produtivo nos 15 minutos da etapa final. Mas a insistência do treinador deu certo. Os atletas se acertaram em campo, o time passou a amassar o adversário e o gol passou a ser questão de tempo. Em boa jogada pela esquerda, aos 30, Gabriel Pec invadiu a área e sofreu a alavanca de Netinho, que acabara de entrar. Nenê deslocou o goleiro na cobrança de pênalti e garantiu o resultado mínimo. Não que o time, a partir daí, não fosse pressionado. A Portuguesa teve escanteios em sequência pelo lado direito e exigiu boas defesas de Thiago Rodrigues.

No domingo, o Vasco faz o clássico com o Botafogo, pela sexta rodada. O duelo será em São Luís, no Maranhão, às 20h. Cada equipe irá receber dos organizadores R$ 500 mil livres. Também no domingo, mas às 16h e no Rio, a Portuguesa enfrenta outro grande: joga com o Fluminense, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 0 PORTUGUESA

VASCO - Thiago Rodrigues; Weverton, Ulisses, Anderson Conceição e Edimar; Matheus Barbosa, Juninho, Gabriel Pec (Léo Matos), Nenê e Bruno Nazário (Getúlio); Raniel (Figueiredo). Técnico: Zé Ricardo.

PORTUGUESA - Carlão, Watson, Marcão, Leandro Amaro e Sánchez; Sidão (Netinho), Jhonnatan, Patrick (Cafu) e Bruno Santos (Júnior Pirambu); Romarinho e Maikinho (Andrezinho). Técnico: Marcus Paulo

GOL - Nenê, de pênalti, aos 30 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Alex Gomes Stefano.

CARTÕES AMARELOS - Anderson Conceição, Matheus Barbosa, Weverton, Raniel, Ulisses, Thiago Rodrigues (Vasco). Marcão, Leandro Amaro, Sidão, Andrezinho (Portuguesa).

RENDA - R$ 133.730,00.

PÚBLICO - 5.581 pagantes.

LOCAL - Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

 

Veja também

Marcus D’Almeida venceu de virada a final contra o campeão olímpico Kim Je Deok

Últimas notícias