A parcela referente ao mês de abril do já está na conta dos beneficiários com NIS (Número de Identificação Social) final 3 nesta terça-feira (18). O valor havia sido antecipado pela Caixa Econômica Federal no sábado (15), com valor mínimo de R$ 600 para cada família e adicional de R$ 150 para aquelas com até seis anos.

Em Mato Grosso do Sul, o valor adicional beneficia 118.088 famílias, somando o repasse de R$ 17.713.200,00. Em junho, começará o pagamento do adicional de R$ 50 por gestante, por de 7 a 12 anos e por adolescente de 12 a 18 anos.

O valor mínimo corresponde a R$ 600, mas com o novo adicional, o valor médio do benefício sobe para R$ 670,49, o maior da história do programa, conforme o do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

Auxílio Gás

O Auxílio Gás também já está disponível na conta das famílias cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal), com NIS final 3. Com valor de R$ 110 em abril, seguindo o calendário.

São 5,69 milhões de beneficiários do programa neste mês, com duração prevista até 2026, conforme a aprovação da Emenda Constitucional da Transição. Outro benefício é que a medida foi mantida em 100% do preço médio do botijão de 13 kg.

Quem recebe?

Podem participar do Programa as famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza que tenham, em sua composição, gestantes, mães que amamentam, crianças, adolescentes e jovens entre 0 e 21 anos incompletos.

As famílias extremamente pobres são aquelas que têm renda familiar per capita mensal igual ou inferior a R$ 105,00. As famílias pobres são aquelas que têm renda familiar per capita de R$ 105,01 e R$ 210,00.

Para se candidatar ao Programa é necessário que a família esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e tenha atualizado seus dados cadastrais nos últimos 2 anos.

Quem atende aos requisitos de renda e não está inscrito pode procurar o responsável pelo Programa Auxílio Brasil na prefeitura de sua cidade para realizar o cadastramento no Cadastro Único.

Mantenha seus dados sempre atualizados, informando à prefeitura qualquer mudança de endereço, telefone de contato e composição da sua família, como: nascimento, morte, casamento, separação e adoção.

O cadastramento é um pré-requisito, mas não implica a entrada imediata da família no Programa. Mensalmente, o Ministério da Cidadania seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas para receber o benefício.