Data deve movimentar cerca de R$ 155 milhões 

Os namorados sul-mato-grossenses estão mais cautelosos este ano. Diferente do ano passado onde o Dia dos Namorados movimentou cerca de R$ 168 reais, em 2016, a quarta data mais importante no calendário dos varejistas, deve injetar cerca de R$ 155 milhões na economia de Mato Grosso do Sul. Os dados são de uma pesquisa feita pela Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul).

O levantamento revela que 49,9% da população vão às compras. Daqueles que não vão presentear, 56% estão solteiros, enquanto os que dizem estar sem dinheiro são 23% .

Em presentes, a data vai injetar aproximadamente R$ 80 milhões no comércio e o valor médio deverá ser em torno de R$ 127. No ranking, as roupas lideram a lista com 25,3% de preferência, depois 22,4% vão presentear com perfumes/cosméticos, 13,6% com calçados e 10,9 % comprarão flores. 72,7% dos entrevistados afirmaram que irão às compras na semana do Dia dos Namorados.

O maior valor médio de compra de presentes foi registrado em São Gabriel d´Oeste, com R$ 157,00, seguindo por Dourados (R$ 145,73) e nas cidades de Corumbá/Ladário (R$ 144,31). Em Campo Grande o gasto médio será de  R$ 111,00, maior apenas que Navirai (R$ 98,00), e Aparecida do Taboado (R$ 92,00).

Os gastos especificamente com presentes serão de R$ 80 milhões, 53% a menos do que o registrado no ano passado.