Cotidiano / Consumidor

Bandeira tarifária de energia para o mês de junho é verde

A bandeira tarifária para o mês de junho será verde, sem custo para os consumidores. Isso porque, junho que é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do SIN (Sistema Interligado Nacional), a previsão do mês superou as expectativas. Conforme a Aneel ( Agência Nacional de Energia Elétrica), esse cenário favorável reduziu […]

Mariane Chianezi Publicado em 04/06/2019, às 15h57

None

A bandeira tarifária para o mês de junho será verde, sem custo para os consumidores. Isso porque, junho que é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do SIN (Sistema Interligado Nacional), a previsão do mês superou as expectativas.

Conforme a Aneel ( Agência Nacional de Energia Elétrica), esse cenário favorável reduziu o preço da energia (PLD) para o seu patamar mínimo, o que diminui os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e à geração de energia de fontes termelétricas. O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente e o consumidor tem a melhor informação, para usar a energia elétrica de forma mais eficiente, sem desperdícios. Mesmo com bandeira verde é importante que o consumidor pratique ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia.

Jornal Midiamax