Ventos de 83 km/h e chuva de 54 mm: frente fria traz tempestade e causa alagamentos em Campo Grande

Em 4 horas, temperatura caiu 8ºC e ápice do frio deve ser registrado no sábado
| 08/06/2022
- 17:17
Ventos de 83 km/h e chuva de 54 mm: frente fria traz tempestade e causa alagamentos em Campo Grande
Foto: Leonardo de França, Midiamax

Após semanas de previsões apenas 'prometendo', a nova frente fria chegou a e causou intensa tempestade na tarde desta quarta-feira (8) em Campo Grande. Em quatro horas, choveu o acumulado de 54 mm, as rajadas de vento atingiram velocidade de 83 km/h e temperatura caiu oito graus.

Conforme o (Instituto Nacional de Meteorologia), por volta do meio-dia, as temperaturas marcavam 27°C e, após a chuva, os termômetros caíram para 19°C. A tendência é que as temperaturas continuem caindo gradativamente até o fim de semana, quando há previsto frio de 8°C na Capital.

Ainda deverá haver mais pancadas de chuva até sexta-feira (10) em todo o Estado. Vale lembrar que uma massa polar deverá causar as mais baixas temperaturas de MS no ano, estimando um frio de até -1°C nas cidades da região Sul.

Queda de árvore

Na Vila Planalto, uma árvore caiu durante a tempestade, deixando duas casas sem energia elétrica. O morador relatou à reportagem do Midiamax que já temia a queda da árvore.

A ventania também derrubou galho na Avenida Pref. Heráclito Diniz de Figueiredo e deixou parte da via interditada. Os motoristas que transitavam pela região precisam de atenção, pois o trecho é a 400 metros da rotatória com a Rua Canaã.

Alagamentos

Na Avenida Júlio de Castilho, moradores registraram forte enxurrada. Conforme leitora do Midiamax, as águas da chuva estavam invadindo até os comércios localizados na Júlio de Castilho no cruzamento com a Avenida Yokohama.

No cruzamento da Rua Arthur Jorge com a XV de Novembro, motos que estavam estacionadas próximas ao meio-fio quase foram arrastadas pela enxurrada.

Bairros sem energia

Após a tempestade com chuva de 54 mm que caiu em Campo Grande na tarde desta quarta-feira (8), casas em 14 bairros estão com registro de falta de energia elétrica.

Conforme a concessionária que administra a distribuição de energia em MS, Energisa, os bairros são: Aero Racho, Santo Amaro, José Abrão, Santo Antônio, Vila Nasser, Vila Nova Campo Grande, Vila Popular, Centro, Núcleo Industrial, Seminário, Cruzeiro, São Conrado, Tijuca e Vila Romana.

Além disso, a empresa disse que foram registradas 1.964 descargas elétricas na Capital e 49.324 no Estado, até o momento. "Além dos raios e rajadas, nestes casos, a rede elétrica é prejudicada pela quantidade de quedas de árvores e galhos sobre a fiação, que provocam o rompimento de cabos", diz trecho de nota.

-1°C: frente fria em MS

cenário do próximo fim de semana promete ser bem diferente dos últimos dias em Mato Grosso do Sul. Uma nova frente fria deve atingir o Estado, derrubando os termômetros, que podem atingir -1°C no Dia dos Namorados.

Clima Tempo estima que a segunda semana de junho deve registrar recordes negativos de temperatura. No sábado (11), os termômetros devem ficar abaixo de 0°C entre o sul do Paraná e norte do Rio Grande do Sul, com riscos de geada na manhã do domingo nos dois estados e em Santa Catarina, sul de Mato Grosso do Sul, extremo sul e oeste de São Paulo.

A queda na temperatura acontece antes do início do inverno no país, às 6h14 do dia 21 de junho, se estendendo até as 22h04 do dia 22 de setembro, quando começa a primavera.

Veja também

Vagas são temporárias com remuneração de R$ 1.212

Últimas notícias