Começa nesta terça-feira (29), em Dourados, a X Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O evento, com apoio da Prefeitura de Dourados, por meio da Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social), acontece no Bloco 10 da Unigran (Universidade da Grande Dourados).

Organizado pelo CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), o tema desta edição é “Enfrentamento da violência em tempo de pandemia e pós-pandemia”. A abertura será às 19h. Na quarta-feira (30), as discussões acontecem entre 8h e 17h, no mesmo local. 

O objetivo da conferência é promover mobilização social na esfera municipal para refletir e avaliar os reflexos da pandemia da covid-19 na vida das crianças, adolescentes e suas famílias e consequente construção de propostas de ações e políticas públicas.

Nas palestras de abertura, Regina Célia de Souza Dias (Ideação Suicida), Débora Paulino (Retrocesso Educação), Luiz Gustavo Camacho Terçariol (Ações Ministério Público na Defesa de Crianças e Adolescentes na Pós-Pandemia).

Já na quarta-feira, acontecem palestras com o defensor público, Bruno Bertoli Grassani; a coordenadora do programa Família, Acolhedora Shirley Flores Zarpelon; o conselheiro tutelar, Tiago Fernando Aquino Soares; a assistente social, Dorca Soares de Lima Brito; e com o presidente do CMDCA, Ruan Jacob Bianchi Aguiar.

“A Conferência Municipal possibilita reflexão sobre como temos exercido a proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente, tendo como objetivo a construção de políticas públicas, para que possamos ser a mudança que desejamos no mundo”, disse Ruan Aguiar.

Segundo a secretária de Assistência Social, Daniela Hall, a conferência é uma excelente oportunidade para que esse diálogo ocorra. “A pandemia da covid-19 desencadeou uma série de danos psicológicos na sociedade e as crianças e adolescentes foram os mais afetados”, explica a secretária.