Depois de ter 3 casos de (Covid-19) e outros suspeitos entre servidores do Centro de Distribuição dos Correios em Corumbá –a 419 km de Campo Grande–, que levou ao fechamento temporário da unidade nesta terça-feira (21), a empresa pública informou que realizará a sanitização de todo o prédio, que só deve ser reaberto na segunda-feira (27).

A denúncia partiu do Sindicato dos Trabalhadores dos de que, há 15 dias, relatou suspeitas de coronavírus entre os funcionários, sem que fossem tomadas medidas. A entidade informou que preparava medidas judiciais para garantir a Saúde dos trabalhadores, quando houve o fechamento da unidade.

Em nota, encaminhada ao jornal Diário Corumbaense, os Correios informaram que a medida integra as ações profiláticas realizadas pela empresa desde março, visando a proteção de seus empregados, clientes e fornecedores da Covid-19. A sanitização será realizada em conjunto com a Marinha, enquanto prefeitura e Vigilância Sanitária já conversam com a empresa sobre a testagem dos demais funcionários.

Na nota, os Correios destacaram que os problemas enfrentados pela empresa são comuns aos operadores postais do mundo todo, já que 124 países enfrentam problemas com entregas, suspensão na prestação de serviços e interrupção na sua aceitação, além da redução da capacidade de força de trabalho em razão da pandemia.

A promessa é de que, no retorno das atividades, serão mantidos esforços para manter serviços e preservar funcionários.

Confira na íntegra a nota dos Correios

‘Por iniciativa dos Correios, foi realizado o fechamento temporário do CDD para que toda a unidade seja sanitizada. Essa ação integra as medidas profiláticas realizadas pela empresa, desde março, visando à proteção e saúde de seus empregados, clientes e fornecedores em meio à pandemia. A sanitização a ser realizada na unidade é uma ação conjunta entre Correios e Marinha. A empresa também já está em tratativas com a prefeitura municipal e a vigilância sanitária para testagem dos empregados. A previsão de reabertura da unidade é de até segunda-feira, 27/7.

Os Correios permanecem firmes na estratégia de proteger seus empregados e continuar servindo à população. Os problemas que temos são comuns aos operadores postais do mundo todo: a União Postal Universal (UPU) relata que 124 países enfrentam problemas com entregas, suspensão na prestação de serviços, interrupção na aceitação de alguns serviços, redução na capacidade da força de trabalho, em decorrência da pandemia.

No retorno das atividades, permanecerão os esforços para a manutenção da proteção dos nossos empregados e da entrega postal. Reiteramos que os Correios estão trabalhando para viabilizar, com segurança e de forma transparente, a continuidade de suas atividades, essenciais para atender a população nesse momento em que mais precisa. Atrasos pontuais, quando reportados à empresa por meio dos canais oficiais de relacionamento, são prontamente averiguados e solucionados.

A empresa permanece à disposição pelos telefones 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades), ou pelo Fale Conosco, no site www.correios.com.br.'