No interior, valor pode passar os R$ 80,00

Apenas 31 dias depois do último ajuste, o gás de cozinha fica 12,2% mais caro a partir desta quarta-feira (6) em todo o país. Com o aumento, o preço do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), envasado em botijões de 13 quilos, pode chegar a R$ 76 em Campo Grande. No interior o valor passa de R$ 80,00.

De acordo com a levantamento feito pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) Corumbá – a 444 quilômetros de Campo Grande – é a cidade com o preço mais caro em Mato Grosso do Sul. Atualmente o GLP P-13 é vendido por R$ 75,00. Com o aumento o valor passa para R$ 84,00. 

O ajuste foi divulgado nessa terça-feira (5) pela Petrobras, após avaliação do Gemp (Grupo Executivo de Mercado e Preços)Gás de cozinha fica mais caro e pode chegar a R$ 76 em Campo Grande

Segundo as informações o aumento está relacionado ao furacão Harvey que atingiu a região do Texas, a maior exportadora mundial de GLP.

Com a chegada do furacão, na semana passada, tanto a produção quanto os terminais do Golfo americano foram impactados e estão fora de operação. 

O aumento entrou em vigor à zero hora de hoje. O ajuste foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. 

GLP industrial –

Além do gás de uso residencial, ontem a Petrobras também anunciou a decisão de reajustar os preços de comercialização às distribuidoras do GLP destinado aos usos industrial e comercial. Neste caso o aumento é de 2,5%. O ajuste também entra em vigor nesta quarta-feira.