200 policiais estão no centro para acompanhar protestos

 A organização da manifestação estima aglomerar 50 mil pessoas
| 28/04/2017
- 15:53
200 policiais estão no centro para acompanhar protestos

 A organização da manifestação estima aglomerar 50 mil pessoas

Membros de centrais sindicais, de movimentos sociais e trabalhadores realizaram na manhã desta sexta-feira (28), no centro de Campo Grande, ato contra a reforma da previdência e novas regras de terceirização do trabalho. A segurança na região é feita desde ás 7 horas por 200 homens da Guarda Municipal e Polícia Militar, mas até o momento o clima é pacífico. 

Os primeiras a comparecer foram os professores, que chegaram em caravanas de ônibus – a maioria de cidades do interior. Por causa do ato, 90% das escolas públicas de Mato Grosso do Sul estão sem aula, avalia a Fetems (Federação do Trabalhador em Educação de Mato Grosso do Sul). A organização da manifestação estima aglomerar um total de 50 mil pessoas. 

No local há também há dezenas de trabalhadores da Seesvig/MS (Sindicato dos Empregados das Empresas de Segurança e Vigilância) que transportam valores. De acordo com o presidente do sindicato, Celso Adriano Gomes da Rocha, 70% da categoria cruzou os braços nesta sexta-feira, o restante continua trabalhando sob liminar da Justiça. 
 

 

Veja também

Lista sêxtupla foi definida nesta quinta-feira (30)

Últimas notícias