Saúde confirma morte em Três Lagoas e óbitos por dengue chegam a oito

Três mortes, uma na Capital, estão sob investigação
| 20/05/2015
- 21:50
Saúde confirma morte em Três Lagoas e óbitos por dengue chegam a oito

Três mortes, uma na Capital, estão sob investigação

A SES () confirmou nesta quarta-feira (20) a oitava morte por no Estado em 2015. A vítima é de Três Lagoas, a 330 quilômetros da Capital: homem de 40 anos que era funcionário de hospital no município. Os outros óbitos são de Sonora (2), Dourados, Campo Grande, Paranhos, Corumbá e Juti.

Além dos óbitos confirmados, três estão sob investigação e também podem ter sido causados pela doença. As vítimas são de Aparecida do Taboado, Campo Grande e Maracaju.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta pela SES, já são 22.724 casos em Mato Grosso do Sul, uma média de 174 notificações por dia. Só na Capital são 4.446 casos, média de 34 por dia.

Perigo

Dos 79 municípios sul-mato-grossenses, 73 (92%) correm risco de epidemia. Confira abaixo quais são e o grau de risco.

56 municípios (70%) correm alto risco de sofrer epidemia da doença. São eles, por ordem de situação mais calamitosa: Iguatemi, Sonora, Selvíria, Itaquiraí, Brasilândia, Amambaí, Japorã, Sete Quedas, Laguna Carapã, Chapadão do Sul, Juti, Inocência, Douradina, Costa Rica, Água Clara, Paranhos, Aral Moreira, Eldorado, São Gabriel do Oeste, Maracaju, Naviraí, Antônio João, Tacuru, Aparecida do Taboado, Nova Andradina, Três Lagoas, Santa Rita do Pardo, Coronel Sapucaia, Paranaíba, Ivinhema, Alcinópolis, Mundo Novo, Angélica, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Cassilândia, Nova Alvorada do Sul, Dourados, Campo Grande, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Vicentina, Itaporã, Ribas do Rio Pardo, Fátima do Sul, Jaraguari, Ponta Porã, Bonito, Jateí, Ladário, Caarapó, Rio Negro, Bataguassu, Bandeirantes, Rochedo e Novo Horizonte do Sul,

Outros 17 municípios (22%) estão em estado de alerta para epidemia: Taquarussu, Corumbá, Camapuã, Deodápolis, Coxim, Anaurilândia, Rio Brilhante, Sidrolândia, Aquidauana, Miranda, Rio Verde, Anastácio, Bodoquena, Jardim, Porto Murtinho, Terenos e Figueirão.

Apenas seis municípios (8%) estão ilesos: Nioaque, Batayporã, Caracol, Corguinho, Bela Vista e Dois Irmãos do Buriti.

Veja também

Afinal, o PIS de 2021 deve ser depositado em 2022 ou ficará só para 2023?

Últimas notícias