Índios de MS são recebidos com bala de borracha no Congresso, 4 foram presos

Eles participam do Acampamento Terra Livre em Brasília
| 25/04/2017
- 23:26
Índios de MS são recebidos com bala de borracha no Congresso, 4 foram presos

Eles participam do Acampamento Terra Livre em Brasília

Cerca de 80 indígenas de Mato Grosso do Sul participam do maior encontro de mobilização do Brasil, o Acampamento Terra Livre. Na tarde desta terça-feira (25), segundo dia de encontro, uma marcha com cerca de 5 mil índios em frente ao Congresso acabou em confusão. Ao tentarem entrar no plenário, eles foram recebidos com bala de borracha e gás de pimenta pela Polícia Legislativa.

Hekere Terena participa da mobilização. Neste momento, eles estão “cercados dos 4 lados pela polícia”, conforme explicou. Os indígenas pediam a demarcação das terras no momento em que foram impedidos de entrarem no plenário. Alguns deputados saíram em apoio aos índios, nenhum deles, no entanto, de Mato Grosso do Sul, conforme a Terena. Quatro lideranças continuam detidas pela polícia.

“Eu estava bem próxima, aí a polícia tirou os cones e mandou o pessoal entrar. As lideranças entraram dançando, mas eles soltaram bomba de gás e de efeito moral. Aí começaram a sair atirando. Alguns estão com marca de tiros de bala de borracha”, explicou ela.

“Enquanto não tivermos uma resposta não vamos sair daqui. Nenhum deputado de Mato Grosso do Sul saiu para conversar”, complementou.

Diversas etnias saíram em marcha do local onde estão acampados – a cerca de 3km do Congresso – e seguiram carregando 200 caixões, que simbolizam violências sofridas por etnias indígenas brasileiras. O Acampamento Terra Livre acontece até sexta-feira (28).

 

Veja também

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta segunda-feira (27) que o país vai garantir...

Últimas notícias