Gabinete político viveu dias tensos na volta do recesso porque assessora nunca curte as fotos do chefe com a esposa. Além de estranha, a reclamação expôs fragilidade do casamento e dividiu opiniões entre os colegas.

Assim, alguns acharam o cúmulo do assédio moral e outros comemoraram porque a mulher do chefe estaria finalmente abrindo os olhos.

Segundo a acusação, assessora que acompanha o homem público além do que exigiria o expediente não esconde a admiração por ele e ‘finge que a esposa do mesmo não existe’.

Colegas sem sororidade no gabinete político

O climão no gabinete político começou quando a esposa, na frente de colegas da assessora, teria listado o que acha estranho e suspeito no comportamento da assessora e disparou: “você acha que eu não percebo que você curte qualquer bobeira no perfil dele, mas ignora todas as fotos quando eu apareço?”

Como a jovem nomeada não soube explicar, acabou recorrendo ao chefe para defendê-la. Foi o estopim para a crise. Quem presenciou garante que por pouco o bafão não escapou do gabinete do político corredores afora.

Faltou sororidade e até as colegas da assessora passaram a listar comportamentos ‘suspeitos’. Desta forma, notaram que é a nomeada com menor rigor na cobrança de horários, além de desfrutar algumas regalias como abastecimento do veículo com verba pública.

As colegas lembraram ainda como a jovem se dedica à imagem do político. Já teria sido flagrada diligentemente arrumando as madeixas do assessorado para sessão de fotos.

Por fim, até o momento ninguém achou mesmo nem uma curtida sequer em fotos do político acompanhado pela esposa…

Saiba Mais