O governador Eduardo Riedel (PSDB) sobrevoou a BR-262 e a fábrica de celulose instalada em Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, antes do lançamento do Novo PAC (Programa Nacional do Crescimento), em Campo Grande.

A ideia foi mostrar aos três ministros do presidente Lula que visitam o Estado nesta quinta-feira (21) as instalações e reforçar a importância de assumir a concessão da rodovia federal, que é importante via de escoamento da produção em Mato Grosso do Sul.

Acompanham a visita os ministros Rui Costa, da Casa Civil, Simone Tebet, do Planejamento e Orçamento e Márcio França, do Empreendedorismo, Micro Empreendimento e Pequenos Portos.

Novo PAC

Lançado em 11 de agosto, o Novo PAC lista 255 estudos, concessões e conclusões de obras paradas para Mato Grosso do Sul. São R$ 44,7 bilhões de investimentos, entre recursos do Governo Lula e financiamentos de bancos públicos para concessões e PPPs (parcerias público-privadas), além de investimentos de estatais, sobretudo da Petrobras.

A conclusão da UFN3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III), em Três Lagoas, foi listada como um investimento nacional, que deve ser concluído pela Petrobras.

Outras obras, como a construção do contorno de Três Lagoas, adequação da BR-267 e alça de acesso à ponte do Rio Paraguai, conclusão do Aeroporto de Dourados e moradias do Minha Casa, Minha Vida estão listadas.