O deputado estadual eleito Rafael Tavares (PRTB) vai entrar na disputa pela presidência da Alems (Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul). Essa é a segunda candidatura colocada, após Gerson Claro (PP) ser lançado pelo partido e ganhar apoio de parlamentares.

Ao Jornal Midiamax, Tavares disse que a população espera por renovação. “A população sul-mato-grossense deseja uma renovação na política e acredito que minha eleição representa isso. A Assembleia Legislativa merece uma renovação de verdade”, afirmou.

O parlamentar do PRTB disse ainda que vai concorrer sozinho, ou seja, não vai montar chapa completa e vai focar apenas na principal cadeira da Mesa Diretora. “Estou conversando com alguns colegas e minha candidatura deverá ser avulsa”, destacou.

Nova Mesa Diretora da Assembleia de MS

O deputado estadual Gerson Claro (PP) será o candidato a presidente da Alems. O diretório estadual formalizou seu nome, já que Claro concorria contra o decano Londres Machado.

Parlamentares como Coronel David (PL), Pedro Kemp (PT), Lucas de Lima (PDT), Renato Câmara (MDB) e Amarildo Cruz (PT) já declararam que apoiam Claro na disputa pelo mais alto cargo da Mesa Diretora.

Ainda há disputa interna no PSDB pela presidência. Mara Caseiro (PSDB) insiste em se lançar, com o mote de que foi a mais votada. Zé Teixeira (PSDB) é outro citado, mas não garante participar ainda. Lídio Lopes (Patriota) é outro nome ventilado.

Presidente da Alems, Paulo Corrêa (PSDB), já vem articulando antes mesmo do recesso para ser eleito sucessor de Zé Teixeira (PSDB) na 1ª secretaria. “Estamos trabalhando nesse assunto, é uma conversa longa”, disse Corrêa em dezembro.

Do outro lado, o deputado estadual Jamilson Name (PSDB) garante que vai disputar. “Eu sou candidato e não abro mão para o Paulo Corrêa. Defendo a renovação”, declarou anteriormente ao Jornal Midiamax.