Geraldo Resende deixará Saúde em MS para tentar vaga na Câmara Federal

Secretário deve pedir licença para concorrer até dia 2 de abril
| 02/02/2022
- 15:11
Geraldo Resende
Geraldo Resende, secretário de Saúde de MS - Arquivo

O secretário (PSDB), titular da SES (Secretaria de Estado de Saúde), disse durante a primeira sessão do ano na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), nesta quarta-feira (2), que pretende disputar as eleições de 2022 como candidato a deputado federal.

Ele afirmou que segue empenhado no trabalho para reduzir os índices de contágio da e que, neste sentido, deve permanecer no cargo até o dia 2 de abril, quando sairá para tentar uma vaga na Câmara Federal. Em seu discurso, garantiu que pretende "continuar atuante nas causas e no seguimento da saúde". 

Natural de Minas Gerais, Geraldo Resende iniciou sua trajetória na política em 1991, quando foi eleito vereador em Dourados. Foi secretário de Saúde na gestão do ex-governador Zeca do PT, foi deputado federal de 2003 a 2019 e acabou ficando como suplente de 2019 a 2023. Atualmente encontra-se licenciado da Câmara Federal para atuar como secretário de Saúde na gestão de Reinaldo Azambuja. 

Como suplente, Geraldo assumiu a vaga da então deputada federal Tereza Cristina, que foi nomeada Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Em janeiro de 2019, no entanto, Geraldo se licenciou para coordenar a SES, onde se encontra desde então. Para se candidatar como deputado federal, precisa estar licenciado até seis meses antes das eleições, cujo limite é o dia 2 de abril.

Veja também

Ataíde Feliciano da Silva perdeu mandato por acusação de compra de votos, ao fazer 2 doações de combustíveis a eleitores

Últimas notícias