Hackers tiveram acesso a dados pessoais de estudantes da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) no dia 24 de setembro e estão sendo investigados pela PF (Polícia Federal). Agora, os sistemas digitais já foram reestabelecidos e a Agetic (Agência de Tecnologia da Informação e Comunicação) constatou “um reduzido número de acessos não autorizados a dados pessoais de usuários dos serviços da Universidade”.

Imediatamente após o ataque hacker, todas as vítimas identificadas receberam uma comunicação de forma individual sobre o ocorrido e os dados acessados. Em nota, a instituição lamentou o ocorrido. “A reitera o compromisso com a transparência e a legalidade de todas suas ações, lamenta profundamente o ocorrido e coloca à disposição a Encarregada pelo Tratamento dos Dados para dúvidas, solicitações e reclamações”.

A Autoridade Nacional de de Dados, Procuradoria Jurídica e a PF foram acionadas e investigam o crime cibernético para identificar e punir os responsáveis.