Diligências realizadas pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai localizaram 4.825 quilos de maconha na Colônia Maracaná, no Departamento de Canindeyú, que fica nas proximidades de Mundo Novo.

No local foi detectado um complexo de vários acampamentos clandestinos com equipamentos para produção de cannabis em grande escala e até uma frota de motocicletas utilizadas para transportar cargas pela floresta.

Os agentes localizaram os 2 acampamentos que estavam interligados e contavam com 6 prensas, 9 macacos hidráulicos, selos circulares, 2 motores geradores, balanças eletrônicas, forrageiras, correias de embalagem e 5 motocicletas de diferentes marcas e modelos.

Parte da droga já estava prensada e outra ainda estava fase de preparação e foram destruídas por policiais do Departamento Regional nº 4 de Salto del Guairá.

De acordo com investigações da Senad, a produção estava destinada a facções criminosas brasileiras. As estimativas indicam que as ofensivas contra as lavouras de maconha nessa região devem causar prejuízo superior a 700 mil dólares.