O suspeito de 19 anos de matar o adolescente Paulo Sérgio Ramos dos Santos, de 17 anos, em uma briga generalizada no dia 9 deste mês, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, disse em depoimento que não teve a intenção de matar o garoto.

Para o delegado Eduardo Cavanha, o suspeito negou que tenha usado um soco-inglês durante a confusão, e disse que não teve a intenção de acertar o soco na lateral da cabeça da vítima, que morreu dois dias depois no hospital da cidade. 

“Para saber se houve a utilização do ‘soco-inglês’ ou outra arma branca dependemos de elementos e materiais que são resultados de laudos periciais que ainda não foram concluídos”, afirmou o delegado ao site local JP News. 

Casa do suspeito alvejada por tiros

A casa do suspeito de matar o adolescente de 17 anos, Paulo Sérgio Ramos, teve a casa alvejada por tiros, na noite do dia 11 deste mês. Foram três disparos que acertaram um carro e atravessaram uma parede, acertando um objeto perto de uma cama, onde dorme uma criança e um tiro ainda acertou a parede.

O suspeito foi denunciado nas redes sociais por várias pessoas. Durante a briga entre dezenas de adolescentes, Paulo levou um golpe com um ferro conhecido como soco-inglês. Ele foi atingido na têmpora ventral direita, na “fonte” como é conhecida.