A polícia descobriu um QG da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, onde era guardado armamento para ser distribuído para membros da facção criminosa e para a PED (Penitenciária Estadual de Dourados). 

O armamento foi apreendido na noite dessa terça-feira (4), depois de meses de investigação. Foi descoberto que a de 62 anos de um detento, simpatizante do PCC, guardava armas vindas da fronteira para serem posteriormente distribuídas. 

De acordo com o delegado Erasmo Cubas, foi recebida pela polícia a informação de que após as eleições um grande carregamento de armas chegaria. Foi feita uma campana pelos policiais que em momento oportuno abordaram a idosa que pensou serem eles membros da facção que teriam ido buscar as armas.

Ela chegou a perguntar se tinham ido buscar a mala e os policiais responderam que sim. Os agentes entraram na casa e foram levados até uma mala que estava guardada. Dentro da mala estavam 15 armas, avaliadas em R$ 200 mil. 

Um jovem foi preso junto da idosa. O armamento foi apreendido.