Nesta quarta-feira (24), Sergio Lima dos Santos, brasileiro condenado por participação no assassinato de Jorge Rafaat Toumani, precisou ser levado ao regional de Encarnación (PY). Ele teria passado mal e foi escoltado até a unidade, causando alvoroço entre pacientes que estavam no hospital.

Sergio precisou ser levado às pressas ao hospital nesta tarde, conforme o site ABC Color. Ele é apontado como responsável por operar o fuzil antiaéreo .50, usado na execução de Rafaat, em 2016, na região de fronteira entre Ponta Porã e (PY).

Integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital), Sergio é considerado um preso de alta periculosidade. Ele chegou a cumprir pena em Pedro Juan Caballero, depois foi transferido para Tacumbú, onde iniciou um incêndio para exigir a extradição para o Brasil.

Atualmente, ele cumpre pena em Cereso. Em 2018, Sergio foi condenado a 35 anos pelo homicídio.