Filho foi o primeiro a procurar garagista e conta que madrasta trocou fechaduras em Campo Grande

Rapaz fez postagem nas redes sociais e relata ameaças ao pai
| 02/12/2021
- 14:56
Filho foi o primeiro a procurar garagista e conta que madrasta trocou fechaduras em Campo Grande
(Reprodução)

O filho do garagista Carlos Reis Medeiros, conhecido como ‘Alma’, contou ao Jornal Midiamax, nesta quinta-feira (2), que quando o pai não atendeu ao telefone estranhou e ao ir até a casa de sua madrasta acabou descobrindo que o garagista havia sumido, na manhã de terça-feira (30).

À reportagem, Habner Dias, de 20 anos, conta que a madrasta está abalada com a situação, com comportamento estranho após o sumiço do pai dele e que até teria trocado as fechaduras de casa. Ele disse que logo que ficou sabendo do sumiço do pai saiu à procura de Carlos pelo bairro, sem sucesso. A camionete S10 do garagista foi encontrada trancada em um terreno, segundo Abner.

Após o sumiço, Abner chegou a postar nas pedidos de ajuda para quem tivesse informação do pai. O rapaz também relata ameaças a Carlos, que vende carros em Campo Grande. Habner disse que algumas pessoas estavam devendo dinheiro ao garagista e não queriam pagar.

Quando perguntado sobre os carros encontrados em um desmanche, que teriam sido comprados em um site de vendas pelo valor de R$ 15 mil, conforme disseram os homens presos no local, Abner disse não acreditar na história.

Segundo o jovem, o pai não mexia com redes sociais, internet, ou site de vendas, já que o ‘negócio’ do garagista era boca a boca, e que ele fazia tudo por telefone. Por isso, o rapaz estranhou quando Carlos não atendeu ao telefone. Ainda segundo ele, as informações do sumiço de seu pai são pequenas e estão todos perdidos sem saber onde está o garagista.

Carros em desmanche

Os 11 carros do garagista encontrados em um desmanche na noite dessa quarta-feira (1º), na Travessa Pompéu, região do Jardim Centro-Oeste em Campo Grande, foram avaliados em cerca de R$ 100 mil. Antes de desaparecer, Carlos teria recebido ameaças. 

No desmanche, foram encontrados carros populares como Uno, Fiesta, Celta, Pálio e um Corolla. Os veículos avaliados em cerca de R$ 100 mil seriam uma forma de garantia dada para quem emprestava dinheiro de Carlos, segundo a polícia. Boa parte dos carros estão desmontados.

Dois homens acabaram presos quando foram flagrados em um desmanche com os veículos do garagista, e outros dois liberados. Os suspeitos levados para a delegacia não revelaram quem teria repassado os veículos. 

No local, eles chegaram a dizer que compraram os carros por R$ 15 mil em um site de vendas. Ainda segundo informações, os carros estavam com avarias e pareciam ser comprados de leilões. A mulher de Carlos já foi ouvida na delegacia e relatou as ameaças que o marido estaria sofrendo. 

Desaparecimento de Carlos 

A esposa do garagista procurou delegacia em Campo Grande, na noite dessa terça-feira (30), após o marido desaparecer depois de sair para trabalhar. A caminhonete dele foi encontrada em um depósito.

Informações da ocorrência são de que o comerciante saiu com sua caminhonete S-10 por volta das 8 horas da manhã de terça (30) para resolver problemas do trabalho. A esposa tentou contato com o marido pelo telefone sem sucesso. 

Ela também  contou que, recentemente, Carlos mudou os veículos de local. Os carros estavam na e foram levados para um terreno na rua Babilônia, na lateral do Asilo Dom Bosco, no Bairro Tiradentes ao lado de uma igreja. 

No início da noite de terça, a esposa e os filhos de Carlos estiveram na garagem e visualizaram um guincho recolhendo dois veículos. O motorista do guincho, perguntado sobre a vítima, teria informado que o garagista estaria na região da Avenida Bandeirantes. A polícia segue investigando o caso.

Veja também

Últimas notícias