Polícia

Colega que esfaqueou outro em briga disse que levou tapa na cara

Autor foi preso em casa e falou ter sido xingado de porcaria pela vítima

Thatiana Melo Publicado em 14/06/2021, às 11h57

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

O mecânico de 45 anos que esfaqueou o colega em uma briga de bar, na noite de sábado (12), em Campo Grande, no bairro Vila Nossa Senhora das Graças disse quando preso que a vítima teria ido para cima dele dar um tapa na sua cara e ele não aceitou começando a confusão.

O homem passou por audiência de custódia nesta segunda-feira (14) e teve a prisão prevenriva decretada. O mecânico não confirmou que a briga teria ocorrido por causa do pedido de dinheiro emprestado. Eles ainda teriam discutido por causa de uma mulher que estava no bar e a vítima estava interessada.

No registro do boletim de ocorrência, a confusão teria ocorrido por causa de um pedido de empréstimo, mas como a vítima teria negado acabou esfaqueada no abdômen. A polícia foi acionada e também o Corpo de Bombeiros para o socorro.

Quando os militares chegaram, a vítima estava nos fundos do bar esperando pelos bombeiros e relatou os fatos para os policiais, que foram atrás do autor. A vítima foi levada para a Santa Casa onde seria submetido a procedimento cirúrgico.

O autor foi localizado na casa de sua mãe e quando questionado sobre os fatos, confessou o crime dizendo que só esfaqueou o amigo depois de ser chamado de ‘porcaria’. O canivete usado na tentativa de homicídio foi apreendido. Ele foi algemado e levado para a delegacia.

Jornal Midiamax