Jovem pertencia à quadrilha

Na manhã desta quarta-feira (25), foram apresentados na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) Lucas Otoniel Higa, de 28 anos, Glauko Wederny de Brito da Silva, de 21 anos e Tinere Pedroso Okorie, de 21 anos. Os três estavam envolvidos no assalto à uma família ocorrido no dia 19, na Rua Santana, Jardim TV Morena.

A mãe e a irmã de Tinere acompanharam a coletiva à imprensa e a mãe chegou a desmaiar ao ver a filha sendo apresentada. Ela foi socorrida por outra filha e, quando os policiais foram atendê-la, já havia se recuperado. A todo momento, a mãe dizia que Tinere é inocente e que é trabalhadora.

Tinere foi presa por envolvimento em um assalto, em que casal e duas crianças foram mantidos reféns por 4 horas em um quarto da casa, enquanto os bandidos roubavam objetos da residência. Ela já tinha passagem por furto de energia e agora responderá por receptação, já que um dos celulares roubados foi encontrado com ela, e associação criminosa.

Venda de carros

A quadrilha roubava veículos na Capital para vender no Paraguai. Segundo os presos, o Honda CRV roubado da família foi vendido em Bela Vista (MS), região de fronteira. Com o dinheiro das vendas, o grupo comprava entorpecentes e revendia em .

O ‘negócio' foi descoberto e agora outros dois envolvidos são procurados pela polícia. Um deles, ‘Maresia', foi identificado como Rogério Machado de Souza, de 22 anos. Ainda conforme o delegado Carlos Delano, responsável pelo caso, por conta do modus operandi, há suspeita que a quadrilha seja responsável por pelo menos outros dois roubos. A organização dos bandidos no jeito de cometer os assaltos chamou atenção da polícia e o caso segue em investigação.